sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Copa 2014 e Olimpiadas 2016: oportunidades de aprender Inglês

Inglês afiado para aproveitar as
oportunidades da Copa do Mundo


Fazer um curso regular na escola de inglês ou passar uma temporada de intercâmbio lá fora? Se a intenção é estar com o inglês fluente à época da Copa, em 2014, dá para planejar esse investimento

A realização da Copa do Mundo de Futebol no Brasil em 2014, seguida da Olimpíada em 2016, abre a chance de um contato com outras culturas e também a oportunidade de enriquecer o currículo com atividades que exijam o inglês fluente.

Uma dica para quem quer aperfeiçoar o idioma estrangeiro até esses grandes eventos é cogitar a possibilidade de fazer um intercâmbio mais extenso, em países como Austrália e Canadá.

"Como ainda faltam cinco anos para a Copa, é possível planejar com antecedência e programar a viagem, fazendo valer melhor o investimento", explica Alexandre Pucci, diretor da agência de intercâmbio Information Planet (www.informationplanet.com.br).

Segundo Alexandre, um ano de intercâmbio na Austrália pode ser equivalente a três ou mais anos de um bom curso de inglês. "Quanto maior o período do intercâmbio, melhor o aprendizado. Porém, se a intenção é passar um período curto lá fora, fatalmente o estudante não poderá abandonar a escola de inglês, se quiser atingir um bom nível de conhecimento do idioma", acrescenta.

De acordo com a Information Planet, os custos para fazer um intercâmbio na Austrália são os seguintes:

  • Passagem aérea a partir de R$ 2.600;
  • Curso de inglês (14 semanas) de R$ 3.840 a R$ 9.600;
  • Vistos, taxas e exame médico de R$ 800 a R$ 1.200;
  • Acomodação (4 semanas) de R$ 1.040 a R$ 1.680;
  • Total R$ 8.280 a R$ 15.080

Deve-se acrescentar a esses valores a reserva de dinheiro para se sustentar no país, o que varia de pessoa para pessoa. A maioria dos brasileiros que viaja para a Austrália em intercâmbio busca também um emprego temporário de até 20 horas semanais, o que é permitido por lei. Assim, além de custear parte das despesas, aprende-se mais sobre o idioma, entrando em contato com a população local por meio do trabalho remunerado.

É possível ainda encontrar na Austrália diversas opções em ensino médio, graduação e pós-graduação, em instituições reconhecidas no mundo todo.

Fonte: http://www.raf.com.br/noticia/ri914143.aspx

Nenhum comentário:

Postar um comentário